Blog

benefício saude financeira

Vida financeira, saúde mental e bem-estar: os 3 pilares do trabalho

última atualização dia 16 de julho de 2021

vida-financeira

A crise econômica no país vem gerando grande desconforto no cotidiano das pessoas, pois a vida financeira impacta muito em nossas ações do dia a dia. Segundo pesquisa, 4 em cada 10 brasileiros têm descontrole financeiro durante a pandemia.

A saúde mental se tornou questão essencial para conviver bem, e no ambiente de trabalho isso se torna ainda mais importante, pois um funcionário estressado tem baixo desempenho e essa dificuldade pode acarretar toda a equipe.

Por isso, as empresas têm investido em três pilares para construir a equipe dos sonhos e conquistar todos aqueles resultados que almeja, são eles: vida financeira, saúde mental e bem-estar.

A partir disso, confira mais sobre o impacto desses 3 pilares, a importância de auxiliar os colaboradores nas finanças pessoais e como fazer isso.

Como os 3 pilares do trabalho produtivo se relacionam?

vida-financeira

Não é novidade que a vida financeira interfere em diversos aspectos da vida pessoal e profissional. Conforme matéria na Valor Econômico, que indica o estudo realizado no Reino Unido “The Employer’s Guide to Financial Wellbeing 2019-2020”, pessoas com as finanças desorganizadas têm mais chances de sofrer ataques de pânico e depressão.

Os números são alarmantes: 4,1 e 4,6 vezes a mais, respectivamente. Mesmo sem os estudos, muitos gestores de RH já comprovam por meio da experiência, a importância da saúde financeira para o bem-estar mental e, portanto, para o desempenho no trabalho.

O estresse gerado por uma vida financeira instável pode comprometer a concentração nas atividades mais simples do dia a dia.

Imagina essa situação: você tem contas da escola do seu filho para pagar e o seu salário do mês não é o suficiente para juntar todas as despesas da casa. Até você quitar essa dívida o que você vai fazer? Provavelmente ficar pensando numa solução para negociar isso o quanto antes para não acabar ficando com o nome sujo no Serasa.

Com essas preocupações fica difícil concentrar no trabalho e na qualidade do mesmo, concorda?

Saúde financeira: uma moeda de troca e de auxílio

A grande preocupação, atualmente, é que diante da pandemia os problemas se agravem. Afinal, trata-se de uma circunstância que tem afetado grande parcela da população que se vê sem renda e com menor poder aquisitivo.

Nesse sentido, a interferência da empresa em promover saúde mental e bem-estar através do investimento em saúde financeira pode ser positivo.

Afinal, por meio dela que é possível alinhar os três pilares, promovendo qualidade de vida ao colaborador e felicidade no trabalho. Como consequência disso, a empresa pode reduzir a taxa de absenteísmo e turnover do negócio, motivo dos quais muitas vezes são causas de afastamentos entre as equipes.

Que ações promover para o bem-estar do colaborador?

vida-financeira

Há inúmeras medidas que podem ser adotadas em prol do bem-estar do colaborador. Entre elas, está a educação financeira.

Você sabia que, em muitos casos, a desorganização das finanças decorre do próprio desconhecimento sobre formas de administração e investimento do salário?

Ao estimular ações que proporcionem a orientação das equipes sobre saúde financeira, com auxílio de profissionais, a organização pode dar suporte aos trabalhadores para que eles possam garantir um orçamento mais equilibrado e uma maior produtividade no trabalho.

E como fazer isso, confira três dicas de como aplicar:

#1 Explique sobre a folha de pagamento aos seus colaboradores

Fazer isso de forma detalhada vai ajudar a ele entender o valor do seu trabalho, o que ele tem de direito e ainda se organizar sobre o salário e outras dificuldades financeiras que ele tiver;

#2 Ofereça orientações financeiras ao seu time

Esse ponto é essencial para funcionar, pois 45% dos colaboradores perdem mais de três horas de trabalho semanais pensando em como lidar com seus problemas financeiros. Dar dicas e mostrar como alcançar estabilidade financeira e manter o score Serasa positivo podem ser uma das opções.

#3 Ofereça possibilidades de empréstimos consignados e desconto na folha de pagamento.

Isso vai fazer a diferença na hora de fazer seus colaboradores manterem uma sua saúde financeira, sem dívidas, e até que ele conquiste alguns dos objetivos que precisa no momento.

Portanto, uma boa gestão de talentos com incentivo em educação financeira faz toda a diferença no sucesso da empresa. Porém, gerir pessoas exige atenção constante para as necessidades que repercutem na esfera pessoal e profissional. Nesse sentido, observar a vida financeira e os seus reflexos nos 3 pilares do trabalho é fundamental para a adoção das melhores medidas, garantia na satisfação do funcionário e o seu bom desempenho na organização.

Agora que você já sabe sobre a importância de estimular esses três pilares no seu ambiente de trabalho e com sua equipe, está na hora de colocá-los em prática. Quer se aprofundar mais em como a vida financeira é um benefício essencial nas empresas?

Confira a live Ahfin Convida sobre o benefício de ser feliz no trabalho e veja o que falta para começar a estimular esse sentimento também na sua equipe.