Blog

beneficios do colaborador

5 tendências em benefícios corporativos para 2022

última atualização dia 21 de dezembro de 2021

Um cartão de vale-alimentação em uma maquininha

Com o ano novo batendo à porta, várias tendências em benefícios corporativos começam a ganhar destaque entre os profissionais de Recursos Humanos. Cada vez mais, estes são diferenciais que ajudam a atrair e manter colaboradores nas empresas. Mas, para que tragam resultados, devem ser bem escolhidos.

Preparamos uma lista com 5 tendências que podem ajudar você a encontrar os melhores benefícios, ou aqueles que façam mais sentido para a sua empresa. Aqui você vai encontrar várias opções para inovar.

É preciso que caibam no orçamento e realmente façam diferença na vida dos colaboradores. Confira a seguir mais informações sobre a escolha dos benefícios.

5 tendências em benefícios corporativos

Há muitas tendências em benefícios corporativos, fazendo com que existam várias opções ao montar o pacote de vantagens do seu negócio. Em suma, nem todas as empresas são iguais. Por isso, o que pode ser benéfico para determinado público interno (colaboradores), pode não ser para outros.

O RH deve ter em mente que a satisfação dos colaboradores vai muito além de contarem com um bom salário ou receberem o pagamento em dia. Quando existem benefícios adicionais, passam a se sentir mais valorizados e podem produzir melhor. Mas, para selecionar os melhores benefícios, é preciso ter cautela.

Reunimos a seguir 5 tendências em benefícios corporativos para você incorporar em sua empresa. Confira a seguir.

1.     Benefícios para a família

Quando for montar o seu planejamento de RH e o orçamento para o próximo ano, uma das ideias é avaliar benefícios que podem ser aproveitados por toda a família do colaborador. Então, são alternativas capazes de agregar os filhos, pais e cônjuges, principalmente.

Neste caso, entram os planos de saúde, que podem beneficiar não apenas o profissional que trabalha para a empresa, mas também os dependentes. Assim, os gestores podem ampliar o número de beneficiários que cada um teria direito a inserir no programa, por exemplo.

Também podem ser concedidos passeios para os profissionais que mais se destacarem ao longo do ano. Dessa forma, o benefício funciona como uma espécie de premiação pelos bons serviços prestados e que poderia ser estendido aos respectivos  familiares.

2.     Foco na saúde física e mental

A saúde mental precisa de cuidados, assim como a saúde física. A pandemia, iniciada em 2020, fez com que muitas pessoas que não tinham olhos para este tema mudassem a sua mentalidade. Assim, os gestores também podem ter essa visão e apostar em benefícios voltados ao  tema.

As dificuldades de lidar com a saúde mental não vão acabar de uma hora para a outra. O Ministério da Saúde desenvolveu em 2020 uma pesquisa com mais de 17 mil pessoas, apontando que 86,5% delas possuem ansiedade patológica. E desde 2017 o Brasil lidera o ranking de transtornos de ansiedade no mundo.

A telemedicina deverá ganhar espaço ao longo dos próximos anos, ainda mais com a chegada da tecnologia 5G ao Brasil. Além disso, os benefícios de saúde podem consistir em descontos e bônus para serviços de terapia, ginástica e outras atividades de lazer, que ajudam no fomento ao corpo e a mente.

3.     Benefícios personalizados

Trabalhar com um plano de benefícios personalizados pode ser a melhor ideia para o seu negócio. Se há diferenças entre empresas de um mesmo setor, também há entre os colaboradores. Aliás, essa é uma forma de evitar gastos desnecessários e propor um pacote que realmente faça sentido para quem irá utilizá-lo.

O RH precisa acompanhar as necessidades dos colaboradores, para selecionar os benefícios da melhor maneira. Os jovens, por exemplo, adoram programas que oferecem atividades de lazer.

Além disso, as empresas podem permitir que os colaboradores escolham quais benefícios são mais atraentes para eles. Assim, o RH deve oferecer uma ampla lista, fazendo com que cada um possa escolher os seus. Certamente, essa liberdade será bem-vinda no ambiente corporativo.

4.     Benefício de saúde financeira

Uma das tendências em benefícios é oferecer algo que ajude a melhorar a saúde financeira dos colaboradores. Aliás, o RH deve entender qual é a situação econômica das pessoas que fazem parte do negócio, para que possa propor alternativas que as ajudem, de fato. 

Sendo assim, a empresa pode estabelecer convênio com parceiros que ofereçam produtos financeiros acessíveis e que permitam aos colaboradores que solicitem crédito consignado, crédito pessoal e seguros, por exemplo. 

Para que as ações sejam efetivas, optar por parceiros que desenvolvam iniciativas de educação financeira (cursos gratuitos aos profissionais, palestras e workshops) também poderá ajudar os colaboradores. Afinal, os problemas financeiros afetam a produtividade e o engajamento.

5.     Semana de quatro dias

Algumas empresas estão se preparando para oferecer aos colaboradores um tempo maior de descanso como parte dos seus pacotes de benefícios. As semanas de quatro dias estão sendo testadas em países europeus, como na Islândia, e vêm fazendo muito sucesso. Nas empresas em que realizaram a experiência, a produtividade se manteve ou aumentou.

Cerca de 2,5 mil trabalhadores islandeses passaram de uma jornada de 40 horas semanais para 35 ou 36 horas. A pesquisa foi conduzida pelo centro de estudos britânico Autonomy e pela Associação para a Democracia Sustentável. Desde então, 86% da força de trabalho do país reduziu a carga horária.

Aliás, isso acontece com a manutenção dos salários. Em suma, os colaboradores conseguem descansar por mais tempo e dessa forma rendem mais nos períodos em que estão à disposição da empresa.

Siga as tendências em benefícios corporativos

Aproveite os feedbacks dados pelos profissionais e confira o que os times pensam da empresa onde trabalham. Assim, tente identificar quais pontos podem ter melhorias e corrija possíveis falhas. Certamente o clima organizacional vai evoluir se o RH tiver este cuidado.

Leia com atenção cada uma das tendências em benefícios que apresentamos. São opções discutidas por gestores no Brasil e no exterior, com o objetivo de fazer um 2022 ainda mais saudável na relação entre empresas e colaboradores.

Saiba que os profissionais não estão interessados apenas no salário que recebem, mas na forma como são tratados e valorizados pelo empregador. Enfim, verifique todas as possibilidades e prepare um pacote de benefícios completo, que combine com cada trabalhador!