Blog

saúde financeira

Saúde financeira na prática: como construir pontos de contato com os colaboradores

última atualização dia 28 de setembro de 2021

Falar sobre finanças pessoais pode ser um desafio para as organizações. Isso porque muitos profissionais podem considerar o tema invasivo e delicado para ser abordado. Mas há caminhos nos quais quem atua na área de RH pode explorar: a criação de pontos de contato dos colaboradores com o tema. São caminhos para aplicar a saúde financeira na prática e empoderar as organizações como um todo.

Por isso, no post de hoje, falaremos um pouco sobre algumas iniciativas que podem ser aplicadas e ajudar no processo de sensibilização dos colaboradores em relação à temática. Confira!

A sensibilização do RH

Você, que atua no RH, sabe qual a importância da temática de saúde financeira para a vida dos colaboradores? Faça um exercício rápido: quando você teve contato pela primeira vez com o tema? Conforme dados do Ibope Inteligência, mais de 40% das pessoas ouviram falar em educação financeira somente da adolescência/vida adulta. As abordagens mais superficiais e pouco práticas acabam afastando muitas pessoas do tema, e contribuem para que o amadurecimento da relação com o dinheiro demore para acontecer.

Se o RH de sua empresa apurar o olhar e perceber a importância do tema – que pode recair sobre diferentes perspectivas dentro da vida do colaborador, desde sua relação com os benefícios à sua perspectiva de remuneração – certamente irá se dedicar a inseri-lo no dia a dia da organização.

A aproximação com os colaboradores

Como os seus colaboradores estão se relacionando com o dinheiro? Essa pergunta não precisa ser feita de maneira tão direta, mas é importante que sejam criados canais nos quais seja possível coletar informações sobre as necessidades de sua empresa. Realize pesquisas, rodas de conversas, e prepare as lideranças para trabalharem uma escuta mais ativa e empática. Lembre-se de que os funcionários são os que vivem o dia a dia da empresa e terão condições de expor suas reais necessidades. 

Muitas vezes, um pedido de aumento pode estar mais relacionado à necessidade do colaborador se organizar financeiramente do que propriamente à sua renda mensal. Instruir e capacitar o funcionário a se relacionar melhor com o dinheiro pode ser um dos papéis de um RH que busca fomentar uma cultura organizacional mais sólida.

As iniciativas que evidenciem o tema

Que tal promover um pequeno evento que aborde pontos da saúde financeira, com palestras e dinâmicas que evidenciem a sua importância? Falar sobre finanças pode ser complicado, mas sabemos que o tema deve ser abordado de maneira gradativa. Comece inserindo o tema no cotidiano. Tem um jornal mural? Que tal colocar algum conteúdo sobre finanças pessoais nele? Vai promover uma semana de promoção de saúde e bem-estar? Que tal falar sobre finanças e como os problemas com dinheiro podem afetar sua saúde mental? Nessas ocasiões será possível observar quais colaboradores possuem mais familiaridade com o tema, e considerar a possibilidade de avançar nas abordagens. Mas para isso, é preciso começar.

A busca por um parceiro que auxilie na missão 

Após sensibilizar os colaboradores em torno do tema, é importante trazer constância na sua abordagem. Mas como isso será possível, se a expertise do seu RH não é essa? A partir do auxílio de parceiros que possuam conhecimento na área! 

A Ahfin é uma fintech RH com foco em saúde financeira, e desenvolveu um portal com minicursos, conteúdos ricos e vídeos que abordam a temática de maneira direta, leve e desmistificada. As empresas parceiras podem fornecer acesso exclusivo aos colaboradores, que poderão aprender mais sobre finanças em diferentes níveis.

E sua empresa, como busca criar pontos de contato? Trata-se de um tema cada dia mais evidente e necessário, que pode refletir de maneira positiva na vida dos colaboradores e na relação deles com seus proventos.