Blog

fintech rh

People Analytics: como usar para melhorar a saúde financeira do colaborador

última atualização dia 26 de fevereiro de 2021

Você é adepto à tecnologia? E a sua empresa? Uma coisa é certa: desde que as empresas se depararam com o home office e digitalização de seus processos, a tecnologia ocupou um espaço central no dia a dia de trabalho.

E a sua equipe? Sabe como aplicá-la em benefício do colaborador para melhorar os resultados da empresa? 

A área de Recursos Humanos está no centro dessas mudanças, e da atual revolução tecnológica. Vários novos recursos foram implementados, entre eles o People Analytics.

O termo People Analytics nasceu após a ideia da big data, que é o processo de análise e interpretação dos dados, aqueles que armazenamos todos os dias na internet. Com tantas informações disponíveis, surgiu a necessidade de usá-las e interpretá-las em diversas áreas, para a melhoria dos processos nas empresas, mas não só em áreas como Vendas, T.I e Marketing. O RH ganha um espaço especial. 
O People Analytics veio para aplicar a análise de dados aos Recursos Humanos. E, ao contrário do que muitos pensam, não se trata de monitorar desempenho e extrair dados para cobrar os colaboradores, mas sim para melhorar a gestão, diminuir a rotatividade e reter talentos.

Afinal, o que é o People Analytics na prática?

O People Analytics é o processo de analisar dados a fim de estudar o comportamento dos colaboradores. Assim, fica mais fácil planejar ações, prever os possíveis cenários dentro da empresa e evitar riscos e crises. 

O Google foi uma das empresas pioneiras nesse tipo de tecnologia. Além de buscar os melhores profissionais do mercado, a empresa quer, o que a maior parte das organizações também anseia, colaboradores engajados. E isso se torna possível ao conhecer melhor os colaboradores: seus gostos, motivações, insatisfações e comportamento. Por isso, a solução escolhida foi usar dados a seu favor, a fim de obter uma melhor gestão de equipes. 

A tecnologia é baseada na inteligência artificial. Ou seja, de acordo com as ações realizadas pelo funcionário nas navegações online, é possível extrair padrões e sugerir ações que façam sentido para ele. Assim, é possível identificar, prever tendências e estudar o comportamento de cada um dos colaboradores da empresa.


Além disso, o uso desta ferramenta possibilita que a equipe de RH conte com números exatos para embasar as decisões mais estratégicas. Isso permite que as análises passem a ser mais concretas e menos subjetivas, fazendo com que os gestores consigam identificar as melhores formas de acelerar o processo de desenvolvimento das equipes.

Será que a cultura de People Analytics vai substituir a equipe de RH?

A resposta é não. A tecnologia irá apontar as probabilidades e as trajetórias de cada colaborador com detalhes, mas não é capaz de substituir o olhar humano no desenvolvimento e gestão de pessoas. Por isso, pode ser tida como uma importante aliada, para acelerar equipes, no entanto, é muito importante planejar e organizar em quais ações podemos contar com people analytics.

O profissional de Recursos Humanos deve encontrar o ponto de sinergia entre os dados coletados, os objetivos e a cultura da empresa. Ou seja, as informações obtidas passam a mostrar o caminho e o profissional de RH escolhe a estratégia ideal para que este seja seguido da melhor forma, fazendo com que o colaborador se desenvolva o máximo possível, melhorando os resultados da empresa e assim, o engajamento das equipes.

People Analytics e a Saúde Financeira do colaborador

A principal função do People Analytics é entender os gostos e as necessidades de cada colaborador. Por isso, é possível através da tecnologia, levantar as necessidades do colaborador, fazer uma pesquisa de clima, e saber como anda a relação do funcionário com a saúde financeira dele, por exemplo.

E a partir daí, criar uma política de benefícios exclusiva que contemple a saúde financeira do seu time. 

People analytics como aliado na gestão de pessoas

Quando se fala em política de benefícios, as melhores empresas para trabalhar saem na frente, por entenderem as verdadeiras motivações de seu público interno, e o que pode engajá-los. O que deixa o seu colaborador satisfeito?

Pegando o exemplo anterior, cada vez mais pessoas têm acesso e controle acerca de sua situação financeira, a partir do uso dos aplicativos bancários, que fornecem dados organizados para os clientes, e por outro lado, cada vez mais brasileiros têm pesquisado ativamente sobre educação financeira. O que nos leva à questão: a sua empresa é apenas uma fonte pagadora ou pode auxiliar no processo de educação financeira dos seus colaboradores?

Ou seja, se o seu colaborador tem pesquisado muito sobre empréstimo, como negociar e quitar dívidas, talvez ele esteja precisando de ajuda na saúde financeira. Se, por outro lado, pesquisa e se interessa por investimentos, como investir dinheiro, e bolsa de valores, ele pode estar concentrado em gerar renda extra.

Por isso, analisar o comportamento e os interesses dos funcionários traz insights sobre como criar benefícios que se encaixem na realidade deles. 

Para um perfil investidor, vale dar desconto ou convênios em cursos nesta área, orientação sobre como aplicar dinheiro, e previdência privada. Já para um colaborador, que está recuperando a saúde financeira, alguns benefícios como cursos de gestão financeira, adiantamento de salário para a quitação de dívidas já negociadas, e orientação para a reorganização da saúde financeira podem ser boas opções.

Como a Ahfin pode aliar a gestão de pessoas à saúde financeira?

Na Ahfin, nós acreditamos que apoiar a saúde financeira do seu colaborador é uma das melhores formas de gerir a equipe para que ela se torne engajada e reforça a cultura da empresa. Investir no conhecimento do funcionário sobre finanças pessoais é uma conquista tanto para ele, quanto para a empresa.

Se a sua empresa já é adepta da cultura do People Analytics, você já está engajado em criar as melhores condições para o seu colaborador, com base nos seus gostos e interesses. E nisso, a Ahfin pode ajudar. 

Saúde financeira é importante também para o bem-estar das pessoas. Por isso, quando o assunto é engajar colaboradores e manter o nível de satisfação alto nas empresas, a Ahfin contribui dando apoio para que o seu time de RH possa construir uma política de benefícios que concede crédito especial para o seu colaborador com juros abaixo do mercado. E também oferece um plano de educação financeira, para que ele ganhe confiança na hora de gerir melhor as finanças pessoais.

Que tal fazer parte desse time que busca sempre o melhor para os colaboradores e torna as equipes mais produtivas? Fale com um dos nossos consultores e comece. 

Estou Ahfin de fazer parte