Blog

Para o Colaborador

Como é a equipe dos sonhos das melhores empresas para se trabalhar?

última atualização dia 9 de março de 2021

melhores-empresas-para-trabalhar

As melhores empresas para trabalhar geralmente contam com equipes de alta performance, formadas por profissionais mais felizes com o trabalho que desempenham. Mas, o que difere essas organizações com alto valor de mercado daquelas ainda que não os tem?

Isso ocorre porque essas empresas captam o interesse dos colaboradores mais capacitados do mercado, enquanto promovem ações que são capazes de melhorar o bem-estar deles no ambiente organizacional. Para chegar nesse patamar, é preciso ter entre outros pontos importantes: clareza dos propósitos da empresa, metas ousadas que despertem os desafios nos colaboradores, e também, políticas de atração de talentos eficientes e chamativas.

Para isso, é preciso otimizar seu processo de recrutamento e seleção e atuar na retenção de talentos. Afinal, quanto mais as pessoas gostam de trabalhar no seu negócio, mais tempo permanecem nele, e maior valor conseguem atribuir a ele, seja pelo domínio técnico do negócio, seja pelos relacionamentos construídos ao longo do tempo, ou mesmo pelo potencial de inovação que conseguem aplicar à medida em que ganham intimidade e proximidade com as atividades que realizam.


E não para por aí. Tudo isso é reflexo de uma gestão de talentos de alto nível e de outros pontos em comum que as melhores empresas para trabalhar compartilham entre si. Mas quais são eles? E como o RH pode incentivar a montagem dos melhores times?

Para responder a essas questões, veja o que preparamos!

Como formar equipes de alta performance?

Existem duas maneiras de montar times de desempenho elevado. São elas:

  • definir atrativos que ajudam na captação dos melhores profissionais do mercado;
  • desenvolver as habilidades de colaboradores atuais para que se tornem profissionais mais capacitados. Nesse caso, é preciso investir em treinamentos especializados.

É claro que você pode optar por aplicar as duas alternativas para montar um time de alta performance, adotando uma estratégia híbrida.

No entanto, é preciso implementar medidas paralelas para potencializar o desenvolvimento desses profissionais e evitar que os talentos captados percam desempenho e possam cair em uma fase de desmotivação. Isso nos leva ao próximo tópico!

O que as melhores empresas para trabalhar costumam fazer?

Existem algumas medidas que você pode fomentar em seu RH para desenvolver equipes melhores na empresa em que atua. Veja três delas!

Promover a disrupção na gestão de talentos

Disrupção tem a ver com a capacidade da empresa inovar e alterar profundamente um segmento do mercado. Normalmente, é vinculada a uma solução (geralmente tecnológica) que resolve uma demanda que não era bem atendida anteriormente.

Sendo assim, a disrupção não envolve apenas uma inovação simples, e sim, trata-se de uma solução capaz de mudar a forma como algo era feito. Porém, como isso se relaciona com o RH?

De certa forma, ações, estratégias e processos que modificam profundamente a gestão de talentos e de outras áreas do RH podem ser entendidos como disruptivos. Podemos citar como exemplo, implementar abordagens ou tecnologias no recrutamento e seleção de talentos que fujam do convencional, e consigam atrair profissionais acima da média.

Vale também estabelecer mecanismos inovadores de retenção de talentos, que não só contribuem para que o funcionário permaneça na empresa e possa elevar seu engajamento. Isso pode ser feito ao conceder benefícios flexíveis que destacam a empresa e se tornam um diferencial para ela, seja na hora de ser escolhida por um novo talento em busca de uma oportunidade, seja no momento em que é necessário reter os colaboradores atuais.

Formar líderes

Uma boa equipe de RH é capaz de desenvolver líderes dentro dos setores da empresa. Inclusive, isso é importante porque esses profissionais aprendem gestão enquanto adquirem experiência no cotidiano da empresa.

Dessa forma, quando passam a atuar como líderes, eles já conhecem melhor o negócio e podem tomar decisões mais alinhadas à realidade da empresa. Nesse momento, já estão integrados com o modo de funcionar da organização. É o famoso: vestir a camisa. E como resultado, o desempenho deles tende a ser elevado.

Desenvolver os funcionários em suas conquistas

É fundamental investir no desenvolvimento contínuo de funcionários, para que eles possam se tornar cada vez mais competentes e aptos a assumirem cargos de liderança e a realizar uma progressão na carreira, no local em que estão trabalhando.

No entanto, isso precisa ser feito dando clareza às suas atividades e aos seus resultados, o que pode ser feito por meio de feedbacks e treinamentos. Dessa forma, eles poderão saber o que precisam melhorar e manter quando têm bom desempenho, e o que devem evitar.

Não esqueça: conquistas devem ser comemoradas! Isso mesmo. Em especial, quando superam as expectativas da empresa. Isso reforça o envolvimento entre eles, e dá motivos para que continuem a ter um resultado excepcional.

Ao presenciarem isso, os colegas também podem elevar seus desempenhos para manter a barra da organização sempre alta, e todos saem ganhando.

Como a empresa pode impulsionar a formação de bons times?

Para começar, é importante que as empresas amadureçam e busquem alinhar sua cultura e seus valores aos dos funcionários. Isso ajuda nas ações de retenção de talentos, pois as pessoas se sentem melhor trabalhando em um ambiente que compartilha de suas visões.

Aliás, instituir uma política de benefícios pode ajudar nisso, conforme dados da pesquisa Global Employee Benefits Watch Report 2018/19, da Thomson. Nesta, dos participantes que comentaram ter uma boa variedade de benefícios para escolherem, 80% mencionaram que se identificavam fortemente com os valores e a visão da empresa em que trabalhavam. Dentre os que não tinham uma boa variedade, só 40% responderam o mesmo.

Sendo assim, estabelecer uma política de benefícios atrativa não só ajuda na atração e retenção de talentos, como pode contribuir para os colaboradores se integrarem melhor ao negócio. Quanto maior o envolvimento, maior o desempenho.

Hoje, é possível implementar benefícios inovadores, e melhorar a percepção dos diferenciais da organização. Nesse caso, a dica é buscar uma parceria que facilite a política de gestão de benefícios e dê acesso a itens diferenciados, como aqueles que cuidam até da saúde financeira do colaborador. Por exemplo, a previdência privada, crédito consignado e a orientação para o investimento são algumas alternativas a serem incluídas para aqueles funcionários que se veem na empresa a longo prazo. Por isso, seja aquela empresa que incentiva a boa relação entre as lideranças e os seus times.

Quando há alinhamento entre o propósito da empresa e o capital humano, as equipes conseguem se tornar muito mais eficazes!

Gostou das dicas? Saiba que adotá-las ‘pra ontem’, ajuda o seu negócio a se tornar mais atrativo e estável para muitos colaboradores.

Pensando agora em definir benefícios para seus colaboradores? Veja dicas para tomar boas decisões e tornar isso possível!