Blog

benefício saude financeira

Como saber o momento de falar sobre educação financeira no trabalho?

última atualização dia 20 de julho de 2021

educacao-financeira-no-trabalho

Muitos gestores de RH já compreendem a importância de promover saúde financeira para colaboradores como benefício. Essa necessidade de oferta está atrelada à educação financeira no trabalho.

Segundo pesquisa da Peic, o número de famílias com dívidas no país alcançou em abril 67,5% do total de entrevistados. Ou seja, o número de pessoas que não sabem lidar com o dinheiro só vem aumentando.

Lembre-se que a falta de controle financeiro pode prejudicar não só o desempenho pessoal no dia a dia como o andamento das tarefas profissionais no trabalho.

Somente assim é possível garantir que o benefício venha em prol do equilíbrio financeiro e, consequentemente, do bem-estar do funcionário.

Entretanto, ainda surgem dúvidas sobre o momento adequado para abordar a temática e como transformar a educação financeira na cultura empresarial.

Para lhe ajudar a descobrir o momento de implementar no seu time, confira alguns tópicos explicativos que falam sobre a temática.

Como implementar a educação financeira no trabalho?

educacao-financeira-no-trabalho

Antes de esclarecer sobre o momento mais adequado para falar sobre finanças, vale abordar a implementação da educação financeira. Em primeiro lugar, é importante se atentar que essa proposta, que visa melhorar o bem-estar do colaborador na vida pessoal e profissional, depende do nível do engajamento no trabalho entre os colaboradores.

Em outras palavras, é preciso que ele compreenda os objetivos da organização e tenha abertura em todos os momentos de sua jornada na empresa para compartilhar dores, receber informações e obter os benefícios de uma vida financeira equilibrada.

Nesse sentido, é fundamental que o gestor de RH incorpore e estruture a educação financeira em todos os processos organizacionais. Isso faz com que haja uma constante interação com a empresa, que agregue valor para o funcionário.

Qual é o momento ideal para abordar o tema sobre educação financeira no trabalho?

educacao-financeiro-no-trabalho

Tendo em vista essa perspectiva de que a educação financeira no trabalho deve ser incorporada à própria dinâmica do negócio, o tema deve ser abordado desde o momento de onboarding (técnica de adaptação aos novos integrantes de uma empresa) até o offboarding (técnica que ajuda no afastamento de um colaborador).

Como assim? Na etapa de integração do funcionário, isso será importante para que ele tenha conhecimento de todos os programas institucionais e benefícios agregados, bem como das condições que possa usufruir no seu dia a dia.

No offboarding, por sua vez, falar sobre educação financeira permitirá fazer um desligamento humanizado. Ao instruir o colaborador sobre os reflexos práticos que esse desligamento possa ter em sua vida econômica, a empresa reforça a sua parceria e preocupação com o bem-estar da sua equipe em todos os momentos, e não apenas no ambiente corporativo. Além disso, reafirma o seu compromisso social e agrega reputação no mercado.

Como colocar em prática essa cultura de saúde financeira?

Entendendo o melhor momento para abordar a educação financeira no trabalho, é importante saber como estruturar essa cultura de saúde financeira. Confira!

#1 Crie espaços de diálogo

Para construir uma cultura referente à educação financeira, é fundamental que haja a escuta constante das equipes para o melhor direcionamento conforme o seu perfil. A criação de espaços eficientes de diálogo com a empresa contribui para isso.

#2 Estruture programas internos

A estruturação de programas de educação financeira no trabalho permite que o colaborador cuide do seu futuro financeiro continuamente. A Ahfin, por exemplo, oferece a jornada de saúde financeira às equipes de empresas parceiras. Saiba mais neste link.

#3 Mostre como fazer investimentos

Você sabia que 65% dos brasileiros usam a poupança como destino do seu dinheiro? E sabe-se que o rendimento de um salário na poupança é bem menor, devido às suas baixas taxas.

Logo, mostrar aos colaboradores como fazer render seu dinheiro é um recurso eficaz. Isso significa ensinar como administrar o salário e benefícios, apostando em bons investimentos, para alcançar sonhos. Nesse sentido, a trilha do Álvaro Dezidério no YouTube pode ser uma boa referência sobre educação financeira para compartilhar com a equipe.

COLOQUE EM PRÁTICA A EDUCAÇÃO FINANCEIRA NO SEU TRABALHO

educacao-financeira-no-trabalho

Portanto, abordar a educação financeira no trabalho é fundamental para trazer efetividade aos benefícios concedidos.

No Brasil, a educação financeira ainda está longe de um patamar necessário. Segundo o Banco Mundial, apenas 3,64% da população economiza pensando no futuro.

Se você quer melhorar a produtividade do seu time e estimular a progressão de carreira de seus colaboradores, vale seguir as dicas listadas acima e buscar informações relevantes para conquistar uma boa saúde financeira.

A partir da live Ahgora Talks, por exemplo, você confere outras dicas para promover essa cultura na sua organização. Assista e veja como colocar em prática agora com suas equipes.

Caso queira aprofundar sobre o assunto na prática e criar ações para implementá-lo na prática, não deixe de falar com um de nossos consultores e juntos planejarmos os melhores benefícios para uma educação financeira no trabalho que estimule o bem-estar e a produtividade do seu time.