Blog

benefício saude financeira

Negociação salarial: saiba o que prever para ter uma boa retenção de talentos no time

última atualização dia 30 de junho de 2021

negociação-salarial

Será que a remuneração dos seus colaboradores está alinhada com as metas que eles buscam na empresa e que estimulam?

Muitos RHs têm dúvidas do que é preciso para estimular o melhor desempenho dos funcionários, e uma das respostas está interligada com os benefícios que você oferece como troca a eles. Como você faz isso? Sua empresa oferece apenas o básico, como vale transporte, vale refeição e plano de saúde, ou disponibiliza uma série de opções que contribuem para o desenvolvimento e bem-estar do profissional?

É aqui que entra a importância da boa negociação salarial, um ponto fundamental para atrair e reter os melhores talentos para o seu time.

Quer entender melhor essa relação? Continue a leitura do conteúdo e entenda.

Como descobrir que está na hora de revisar a folha de pagamento?

Na maior parte das vezes, a evolução salarial passa por promoções. Isso porque o aumento simples faz com que os colegas de profissão se sintam injustiçados. Ao promover um profissional, há a lógica da recompensa. Assim, também pode envolver novas funções.

Por exemplo, migrar para um cargo de supervisão. Você pode observar os funcionários que se destacam, nas relações com os colegas de trabalho e empresa, bem como no desempenho de suas atividades. Aqui, vale observar se as suas habilidades técnicas estão alinhadas ao que o cargo exige e o salário se apresenta competitivo, como o aplicado pelo mercado.

Na maioria das empresas, o tempo médio dessa evolução é de dois anos. No entanto, isso varia de acordo com os funcionários e com o contexto da empresa, pois nem sempre a recompensa precisa ser financeira ou de mudança de cargo. Muitas vezes, o investimento em uma carteira de benefícios flexíveis e diferenciados contribui para a retenção de talentos.

Como funciona a negociação salarial?

O primeiro ponto a ser considerado na hora da negociação salarial é a realidade do mercado. O ideal é usar as informações do mercado como base. Salários que fogem da média aplicada dependem de diferenciais igualmente valiosos. Não corra esse risco!

Outro fator a se levar em conta é a proposta. Dê valor às tentativas plausíveis dos funcionários, apresentando contrapropostas, caso o pedido esteja fora da realidade da organização. E não se esqueça que o salário anterior também conta, pois a remuneração anterior pode influenciar no que eles aceitam da sua empresa. Um aumento pode ser um incentivo para eles permanecerem com você.

Por fim, o comprometimento vale ser colocado na conta. Afinal, o aumento salarial não pode ser fruto unicamente da vontade de ganhar mais. Procure observar como os profissionais lidam com as metas, assim como sua correspondência à cultura da empresa.

Revisar a folha de pagamento propondo negociações salariais pode ser uma forma de incentivar o crescimento dos funcionários dentro da organização. Ou seja, o salário pode ser um excelente aliado para fomentar o reconhecimento. Desse modo, a negociação salarial leva em conta uma análise técnica (do colaborador) e financeira (da empresa).

Que tal conhecer de forma prática as melhores dicas para revisar sua folha de pagamento e fazer uma boa negociação salarial? Produzimos um infográfico justamente para facilitar sua vida e compartilhar com seus gestores e times. Confira!

QUAIS AS ETAPAS PARA FAZER UMA NEGOCIAÇÃO SALARIAL?