Blog

investimento

Crédito para investimento: qual a melhor forma de fazer?

última atualização dia 13 de novembro de 2020

Lojas fechando, pessoas ficando desempregadas, um verdadeiro caos instalou-se na economia devido ao isolamento pela pandemia da COVID-19. Mas, nesse momento tão difícil para tantas pessoas, muita gente descobriu sua veia empreendedora e em meio a tantas ideias, se viu às voltas para conseguir crédito para investimento.

Quem continuou trabalhando de carteira assinada, pode ter tido alguns benefícios cortados ou mesmo diminuição de renda. Quem manteve seu emprego – e foram mais de 700 mil os que perderam – e está querendo investir, tem algumas vantagens de crédito. 

Você sabe como alavancar sua ideia recebendo o investimento correto? Siga lendo e saiba mais.

Primeiro, no quê você quer investir?

Quando se fala em investimento, a primeira coisa que se pensa é em abrir uma empresa. Sem sombra de dúvidas o empreendedorismo está na veia dos brasileiros. Durante a crise causada pela pandemia, em 2020 os empreendedores nacionais garantem 30% do PIB nacional. Mas empreender vai além disso.

No que você vai investir? Se você resolveu abrir uma empresa com base numa ideia que está há muito tempo guardada, antes de concretizá-la, coloque tudo no papel. Faça os cálculos da matéria-prima, se o negócio vai ser somente online ou físico e online, se vai precisar de um time etc.

Se o investimento, por outro lado, é na carreira, faça o levantamento de quanto vai pagar naquele MBA e, mais, quanto vai precisar caso tenha que desembolsar com livros, viagens, deslocamento para pesquisa. Lembre-se também: tempo é dinheiro. Quanto você vai estar deixando de produzir para produzir conhecimento? Ponha na balança.

Qual o melhor crédito para quem quer investir?

Agora que está tudo no papel, é hora de ajuda para tirar o planejamento dele. Qual a melhor linha de crédito para quem está começando a investir? Primeiro faça cálculo dos juros do crédito pelo retorno do investimento. Ou seja, será que vale a pena abrir uma linha de crédito se o negócio não é rentável? E aí você precisa considerar, inclusive, a variável tempo. 

Existem diversos tipos de crédito para quem quer investir. Se você tem, por exemplo, um projeto mais robusto, é fundamental, além de avaliar a taxa de juros das instituições financeiras, ter um planejamento descrito, caso você vá abrir um crédito para uma empresa.

Mas empreender, como já vimos, vai além de abrir empresas. Você quer empreender em si mesmo? Veja os tipos de crédito para pessoa física com que você pode contar:

Empréstimo pessoal: os juros variam de acordo com a instituição financeira, garantia e algumas burocracias neste que é o tipo de empréstimo mais popular em nosso país. Se você precisa de pouco dinheiro e pode pagar rápido, é uma boa ideia.

Financiamento: bem parecido com o empréstimo pessoal, a diferença é que você precisa falar ao credor o motivo de estar pegando aquele crédito. Ele é muito utilizado na compra de carro ou imóvel. Pode ser usado também para comprar maquinário, por exemplo.

Consórcio: focado em objetivos a longo prazo. Você vai fazendo pequenos pagamentos antes de receber o crédito, quase como se estivesse fazendo uma reserva. Funciona por sorteio e não é muito indicado para quem está buscando o investimento em algo que não seja um bem, como um carro, por exemplo.

Cartão de crédito: facilita as compras a prazo, mas você já sabe: ele tem uma das maiores taxas de juros do mercado, portanto é rapidamente substituído por outras formas de crédito. Não é a melhor opção para investimentos.

Empréstimo consignado: descontado diretamente da sua folha de pagamento, o empréstimo consignado atende trabalhadores públicos, privados, aposentados e pensionistas. As taxas mais baixas correspondem à maior garantia que a financiadora tem de que vai ser paga.

Empréstimo consignado: crédito para investimento ao colaborador

O empréstimo consignado pode ser uma boa saída para quem quer começar a investir, mas não tem um projeto tão robusto que precise de crédito empresarial. É muito importante, também, manter uma educação financeira

Com o crédito consignado, as vantagens são inúmeras, como:

  • previsibilidade de gastos
  • possibilidade de renegociação
  • mas, sem dúvida a melhor de todas são as taxas de juros. Uma das menores do mercado.

A empresa em que você trabalha oferece esse tipo de crédito para você começar seus investimentos? Saiba mais sobre essa forma de conseguir crédito para os seus objetivos no nosso blog. Tá Ahfin de saber mais?

Me leve pro blog da Ahfin